25°

Pancada de chuva

Paracatu - MG

Educação Minas Gerais

Estado quer expandir Ensino Médio em Tempo Integral para mais escolas em 2022

Preocupação com a qualidade da educação nas unidades é constante. Laboratórios práticos ampliam capacidade de atendimento à comunidade escolar

02/09/2021 às 17h35
Por: Da Redação Fonte: Secom Minas Gerais
Compartilhe:

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG), vem investindo na expansão da educação integral no ensino médio. De 78 unidades em 2019, saltou para 391 em 2021, e com previsão de expandir para um maior número de escolas em 2022. As unidades de ensino que disponibilizam a iniciativa estão localizadas em todas as 47 Superintendências Regionais de Ensino (SREs) e oferecem mais de 59 mil vagas.

Do total de escolas do Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI), 63 oferecem cursos técnicos. Há, no estado, diferentes opções de cursos: Açúcar e Álcool; Agroecologia; Agronegócio; Agropecuária; Celulose e Papel; Desenvolvimento Cultural; Desenvolvimento de Sistemas; Eletroeletrônica; Eletrônica; Informática; Logística; Mecânica; Química; Segurança do Trabalho; e Transações Imobiliárias.

Laboratórios

A preocupação com a qualidade da educação nas unidades que oferecem a educação integral é constante. Escolas da rede estadual que oferecem o EMTI receberam, por exemplo, equipamentos para a montagem de Laboratórios de Práticas Experimentais, somando mais de R$ 2,2 milhões de investimento do Governo do Estado.

Nesta quinta-feira (2/9), a secretária de Estado de Educação, Julia Sant'Anna, esteve na Escola Estadual Maria Luiza Miranda Bastos, no bairro Planalto, em Belo Horizonte, para acompanhar a retomada das atividades presenciais e também o funcionamento de dois desses laboratórios práticos. Dos 685 alunos da unidade, mais de 445 estão matriculados no EMTI. 

Com os ganhos em estrutura, a escola, que disponibiliza a modalidade desde 2017, poderá fortalecer o atendimento à comunidade escolar. Os laboratórios estão equipados com projetor multimídia, armários, mesas próprias para estudo em grupo, material de anatomia, toda a parte de vidraria de laboratório de ciências e microscópios, entre outros atributos. Na unidade, especificamente, o investimento da SE foi de quase R$ 75 mil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.