22°

Tempo aberto

Paracatu - MG

Geral Minas Gerais

Governador participa da inauguração do Santuário de Santa Rita de Cássia, no Sul de Minas

Templo, que irá impulsionar o turismo religioso na região, é o maior espaço dedico à santa no mundo

22/05/2022 às 17h25
Por: Da Redação Fonte: Secom Minas Gerais
Compartilhe:
Marco Evangelista / Imprensa MG
Marco Evangelista / Imprensa MG

O governador Romeu Zema participou, neste domingo (22/5), em Cássia, no Sul de Minas, da celebração religiosa de inauguração do Santuário de Santa Rita de Cássia, considerado o maior santuário dedicado à santa no mundo. Cerca de 100 mil fiéis devem passar pelo templo ao longo dos três dias de festejos.

O santuário foi idealizado e patrocinado pelo empresário Paulo Flávio de Melo Carvalho, natural de Cássia e, atualmente, morador de Sorocaba, no interior de São Paulo. Devoto de Santa Rita, o empresário visitou a Itália várias vezes e chegou a conhecer a casa em que a santa católica italiana viveu por muitos anos. Foi então que ele decidiu construir e doar o espaço para a Igreja.

Após a celebração, Zema concedeu entrevista à imprensa. Ele falou da satisfação de participar de um momento tão especial para o município, para os católicos e para Minas Gerais. “Estou muito feliz de estar presente na inauguração do Santuário que, a partir de agora, estará disponível para o mineiro, o brasileiro e o turista do exterior”, disse.

O governador também falou da importância do templo para o turismo religioso. “O Brasil tem uma grande vocação para o turismo religioso, sendo Minas Gerais o principal destaque. A economia de Cássia está sendo beneficiada desde o primeiro dia dessa obra, seja com a mão de obra ou pelo material gasto na construção. O turismo religioso irá impulsionar a região”, afirmou.

Magnitude

Aos fieis e devotos, o bispo Diocesano de Guaxupé, Dom José Lanza Neto, expressou a felicidade de conduzir a celebração da inauguração. “Estamos diante do maior santuário do planeta dedicado a Santa Rita de Cássia. Essa notícia está correndo o mundo”, comemorou.

Durante a sua mensagem, o bispo lembrou que a santa passou por muitas dificuldades, conflitos, dor e aflições, mas que ela saiu vitoriosa porque acreditava em Deus e viveu intensamente a fé cristã. “Que este espaço seja um ponto de encontro para quem busca a renovação e intensificação da fé cristã e familiar”, afirmou.

Infraestrutura

A construção teve início em agosto de 2018 e foi concluída neste mês. São 180 mil metros quadrados, sendo 100 mil de área construída. A capacidade é de 5 mil pessoas sentadas e 2 mil em pé.

O santuário conta com um centro comercial composto por 50 lojas voltadas para a comercialização de artigos religiosos, além de uma praça de alimentação. O local possui, ainda, casa paroquial, velório e a réplica da casa de Santa Rita.

Economia

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Minas foi o Estado que mais concentrou viagens religiosas no Brasil. O turismo religioso é o quarto maior motivo pessoal de viagens no estado, sendo que 6% dos mineiros viajam à procura de destinos religiosos dentro de Minas.

.No estado, 34 municípios possuem atrativos religiosos. São eles: Baependi, Pedro Leopoldo, Caeté, Sabará, Raposos, Barão de cocais, Nova Lima, Santa Bárbara, Rio Acima, Catas Altas, Itabirito, Mariana, Ouro Preto, Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, São Brás do Suaçuí, Entre Rios de Minas, Casa Grande, Lagoa Dourada, Prados, Tiradentes, Santa Cruz de Minas, São João Del Rei, Carrancas, Cruzília, Baependi, Caxambu, São Lourenço, Pouso Alto, São Sebastião do Rio Verde, Itamonte, Itanhandu e Passa Quatro. 

Números do Sebrae-MG mostram que, no Brasil, o turismo religioso movimenta 20 milhões de viagens por ano e injeta R$ 15 bilhões na economia brasileira. Dessas, 8,1 milhões são voltadas para o turismo religioso dentro do país. Existem, hoje, 513 festas religiosas no Brasil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.