15°

Tempo aberto

Paracatu - MG

Cidade Paracatu Desenvolvimento

LongPing High-Tech e Prefeitura de Paracatu assinam acordo de cooperação para desenvolvimento da região

Parque Industrial de Ciência Agrícola China-Brasil vai possibilitar a instalação de empresas chinesas no Brasil

12/05/2022 às 18h53
Por: Paulo Sérgio Fonte: Assessoria de comunicação /LongPing High-Tech
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A LongPing High-Tech Brasil, sua acionista LongPing AgriScience e a Prefeitura de Paracatu assinaram nesta quinta-feira, 12 de maio, um acordo de cooperação internacional para a construção do Parque Industrial de Ciência Agrícola China-Brasil. O local irá abrigar empresas de tecnologia e promete ser um espaço diversificado, com inúmeras oportunidades de desenvolvimento para o município e o Estado de Minas Gerais.

Além da transformação do município em um polo agroindustrial, o novo complexo prevê a geração de empregos e diversos negócios que irão movimentar a economia local. O acordo também possibilitará a entrada de novas empresas chinesas, que enxergam o Brasil como um bom lugar para se investir. A LongPing High-Tech irá facilitar a chegada dessas corporações ao País.

“Estamos muito felizes em sermos parte integrante desta parceria. A LongPing High-Tech está investindo, apenas neste ano, mais de R$ 220 milhões para ampliação da unidade de Paracatu, objetivando aumentar nossa produção, desenvolver o agronegócio brasileiro e contribuir com o desenvolvimento da região. Além de estar localizado dentro da nossa unidade, o Parque vai estimular inúmeras empresas chinesas que querem investir em nosso País e procuram o seu espaço. Paracatu é o local certo e está de braços abertos para o futuro”, ressalta Aldenir Sgarbossa, presidente da LongPing High-Tech.

O Membro do Conselho Global de Investimentos da LongPing High-Tech, Liang Shi, destaca que o Parque Industrial de Ciência e Tecnologia Agrícola China-Brasil, que será construído pela Longping Co. e sua subsidiária LongPing High-Tech Biotecnologia Ltda, atuará como uma plataforma de pesquisa e desenvolvimento voltado às cadeias do agronegócio. “O projeto desenvolverá, gradualmente, um cluster industrial na América do Sul, criando novas oportunidades de desenvolvimento para a China e o Brasil e promovendo o aumento da competitividade na agroindústria. O Parque Industrial pretende reunir também agritechs voltadas à agricultura de precisão, ao monitoramento e mapeamento do campo e outras tendências que têm impactado positivamente nos resultados dos grandes produtores, e também na agricultura familiar”, comenta o executivo.

Para o prefeito de Paracatu, Igor Santos, a expectativa é ampliar as oportunidades do município, que hoje já conta fortemente com os setores agrícola, da pecuária e da mineração. “O redimensionamento das atividades e investimentos da LongPing em Paracatu coincidem frontalmente com este momento em que focalizamos todos os nossos esforços na estruturação do desenvolvimento econômico sustentável de nossa cidade. Já abrimos inúmeras frentes de alavancagem e transformação do cenário socioeconômico do município. Nossa cidade está sendo preparada não apenas para receber investidores cujos negócios tenham afinidade com nossas vocações, mas também para ofertar contrapartidas compatíveis com as expectativas de nossos parceiros de desenvolvimento”, ressalta.

LongPing em Paracatu

A LongPing High-Tech trabalha para o crescimento do agronegócio brasileiro, investindo em suas unidades para impulsionar um mercado em expansão e com grande potencial de desenvolvimento. Só em 2022, a empresa contará com um aporte de mais de meio bilhão de reais em suas unidades no Brasil para aumentar sua produção e alavancar sua posição de mercado.

Grande parte destes recursos estão sendo direcionados para a construção da nova planta de beneficiamento de sementes em Paracatu (MG). A modernização da unidade demandará cerca de R$ 220 milhões adicionalmente ao investimento de R$ 50 milhões realizado entre 2019 e 2020. A planta terá uma estrutura completa de beneficiamento de sementes de milho, tratamento industrial, ensaque de big bag e sacas de 60 mil sementes, em alinhamento com o Max Soluções, plataforma lançada no ano passado pela companhia e que objetiva gerar maior valor e eficiência ao produtor brasileiro.

“Nós acreditamos no potencial do agronegócio brasileiro e queremos ser ainda mais protagonistas, suportando os agricultores com híbridos de alto potencial, biotecnologia e serviços. Além de suportar nosso plano de crescimento qualificado, os investimentos irão gerar muitos empregos e contribuir para o desenvolvimento das regiões onde estamos presentes”, reforça Sgarbossa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.