20°

Poucas nuvens

Paracatu - MG

Cidade Paracatu Obras

Copasa anuncia segunda etapa de obras de setorização em Paracatu

O investimento da companhia é de mais de R$5 milhões em obras que serão executadas em 12 meses.

13/10/2021 às 12h49 Atualizada em 21/10/2021 às 10h21
Por: Paulo Sérgio Fonte: Informações / assessoria Copasa
Compartilhe:
Fotos: Arquivo Copasa
Fotos: Arquivo Copasa

Com o objetivo de melhorar o abastecimento para os moradores, a Copasa, por meio da Gerência Regional Patos de Minas (GRPM), iniciou, em agosto, a segunda etapa das obras de setorização do sistema de abastecimento de água de Paracatu. 

Com um investimento de mais de R$5 milhões, essas intervenções, que serão executadas em 12 meses, contemplam a implantação de aproximadamente 4.600 metros de redes de distribuição em diferentes pontos da cidade e a construção de uma subestação de energia, duas elevatórias e dois reservatórios nos bairros JK e Alto da Colina. 

De acordo com o engenheiro da Unidade de Expansão Oeste (USEO), Rômulo Machado, esse empreendimento propiciará o aumento do volume de reservação de água e, com isso, a melhoria do abastecimento, principalmente, das partes altas da cidade. Ele ainda explicou que os canteiros de obras já foram montados. “No momento, estamos iniciando a construção da elevatória JK. Os próximos passos serão a implantação das redes”.  

Saulo Bernardes, gerente da GRPM, reforçou que essas obras confirmam o compromisso da Copasa com os paracatuenses. “Nosso propósito é garantir a excelência da prestação de serviços para que, dessa forma, possamos contribuir para a qualidade de vida das pessoas”.   

A setorização é a divisão da malha de redes de distribuição de água da cidade em partes menores. Dessa forma, nas ocorrências de quaisquer situações no sistema de fornecimento de água, não há necessidade de interromper a distribuição para toda a cidade. Além disso, a setorização proporciona maior agilidade na retomada do abastecimento.  

Na busca constante para melhorar o abastecimento, a Copasa executou, de 2018 a 2020, a primeira etapa da setorização. Mais de R$4 milhões foram aplicados na construção de três elevatórias, cinco reservatórios e mais de 30 mil metros de redes de fornecimento de água, beneficiando os cerca de 100 mil moradores. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.