21°

Poucas nuvens

Paracatu - MG

Cidade Paracatu Barragens

Kinross realiza simulados de emergência de barragens em Paracatu

Ação envolverá público interno e as comunidades Lagoa Santo Antônio, Cunha, Santa Rita e Machadinho em outubro

01/10/2021 às 15h24 Atualizada em 21/10/2021 às 10h23
Por: Paulo Sérgio
Compartilhe:
Paulo Sérgio /Paracatunews
Paulo Sérgio /Paracatunews

Em ação preventiva para avaliar o desempenho do Plano de Ação de Emergência em Barragens (PAEBM), e em cumprimento ao que dispõe a legislação nacional de segurança de barragens, a Kinross realiza no mês de outubro uma série de simulados, com objetivo de capacitar os moradores para desenvolver o autossalvamento e saber como proceder em caso de emergências.

As barragens da Kinross são seguras e não apresentam nenhum risco à sociedade, mas é muito importante implementar essas ações. Esse é um exercício preventivo e educativo realizado frequentemente com o envolvimento da comunidade. É fundamental que todos conheçam as mensagens das sirenes, as rotas de fuga e os pontos de encontro para a construção de uma cultura de segurança. 

Os simulados de emergência testam situações como clareza do sistema sonoro de alertas, monitoramento do tempo de deslocamento das pessoas até os pontos de encontro e eficiência das placas de sinalização. A simulação começa com o toque da sirene de alerta.

O plano prevê o acionamento das sirenes ainda no nível 2 de risco de rompimento, sendo um aviso antecipado para que os moradores deixem suas casas até que qualquer risco seja totalmente eliminado. 

A Kinross tem realizado reuniões com as comunidades para explicar como funcionam os simulados e convidar as comunidades para participarem. Para a empresa, mais do que uma exigência da legislação, os simulados fornecem respostas práticas referentes ao atendimento em situações de emergência, mas são, sobretudo, necessários para que as pessoas fiquem ainda mais tranquilas com relação à segurança nos locais onde vivem e devem ser entendidos como parte da rotina.  A população está sendo orientada sobre os protocolos de saúde, que incluem uso de máscara, uso de álcool em gel e distanciamento social durante o exercício.

A Kinross já executou simulados com as comunidades das chamadas Zonas de Autossalvamento (ZAS) – moradores que residem na região que está distante até 10 km ou 30 minutos do ponto de eventual rompimento da barragem. Os simulados ocorreram em 2016 e em 2019. Neste ano, as simulações acontecerão na comunidade de Santa Rita e Machadinho, no dia 26/10, às 9h, e em Lagoa Santo Antônio e Cunha, no dia 28/10, às 18h. Além disso, a empresa também realizará um simulado interno, que acontecerá na sexta, 01/10.

Os simulados, de acordo com Emerson Antônio Garcia, coordenador da Defesa Civil de Paracatu, têm caráter pedagógico. Ele explica que durante os treinamentos, as sirenes fixas instaladas nos locais específicos serão acionadas e os cidadãos dessas comunidades e eventuais transeuntes serão convidados a seguir para os pontos de encontro distribuídos nas localidades. Segundo Garcia, o treinamento levará em conta uma série de informações, como o tempo de deslocamento de cada morador (a) e o prazo necessário para evacuar toda a área. 

A realização do simulado de emergência acontece de forma colaborativa entre empresa, a Defesa Civil de Paracatu, Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Polícia Militar de Paracatu, Polícia Federal, Polícia Rodoviária, Polícia Civil e Polícia Ambiental. Essa ação visa ao atendimento da Política Nacional de Segurança de Barragens e da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil as quais dizem respeito à prevenção e à segurança em barragens de mineração.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.