Fiemg Regional ministra palestra sobre Escassez Hídrica e Consumo Consciente t> Visite-nos no Google+
noticias
http://paracatunews.com.br
loading
07/12/2017, 22:15:13
0073518079984dd23a2d8722d3337f75.jpg
Fiemg Regional ministra palestra sobre Escassez Hídrica e Consumo Consciente
A palestra foi em Carmo do Paranaíba, durante a Sipat da Carpec

A convite da Carpec (Cooperativa Agropecuária de Carmo do Paranaíba), a Fiemg Regional Alto Paranaíba promoveu, recentemente, palestra com os temas “Escassez Hídrica e Consumo Consciente”. A palestra fez parte da programação da Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho) da Carpec. O analista ambiental da Fiemg Regional, Marcelo Rodrigues Oliveira, destacou a importância de se estar atento, especialmente, ao consumo consciente de água e energia elétrica. “A escassez de água é um cenário que, cada vez mais, coloca em risco as metas de desenvolvimento regional e do país”, reforçou.

Marcelo Rodrigues observou que a crise de água, saneamento e energia são os principais desafios globais de desenvolvimento. “O Brasil é o país de maior reserva hídrica do mundo, porém distribuída de forma desproporcional”, acrescentou. De acordo com ele, é preciso haver uma conscientização ampla com a comunidade no sentido de adotar medidas simples, no trabalho e nas residências.

Ele apresentou a atual situação dos rios da região: Paranaíba, Paracatu, Urucuia e São Francisco. “Como membro dos Comitês de Bacias Hidrográficas, acompanhamos, sistematicamente, a situação dos rios e o cenário atual aponta para uma necessidade urgente orientar a todos, para que façam uso do recurso de forma consciente, sem desperdícios”, disse. Enfatizou ainda o potencial para a utilização de energias renováveis, provenientes de recursos naturais, como sol, água e ventos.

O analista repassou aos participantes – funcionários e diretores da Carpec – dicas fáceis de serem praticadas para a redução do consumo de água e energia. “Até mesmo na hora de comprar um eletrodoméstico, deve-se escolher o mais eficiente, de baixo consumo energético e que possui o selo Procel, Conpet (nacionais) ou Energy (internacional)”, destacou.

Durante a palestra, ele enfatizou ainda a importância de se reduzir o consumo de sacolas plásticas, disponibilizadas em estabelecimentos comerciais. “Grande parte delas vai parar nos aterros sanitários, gerando um enorme impacto ambiental, principalmente, porque o plástico leva aproximadamente 400 anos para se decompor”, disse. Segundo ele, deve-se adotar os princípios dos 3Rs – Reduzir, Reciclar e Reutilizar.

“Se cada pessoa economizar de 10 a 20% da energia que consome, diariamente, além de reduzir os custos, diminui muito o risco de apagão e, fazer o melhor uso dos recursos naturais disponíveis, é condição essencial para se atingir os níveis de desenvolvimento”, concluiu.

Mariângela Nogueira | Analista de Comunicação FIEMG