Presidente da Câmara diz que vai pedir a cassação do mandato do vereador Gilsomar do Projeto t> Visite-nos no Google+
noticias
http://paracatunews.com.br
loading
18/04/2017, 13:53:51
fd85fcd47d4f49bf01dbe7d590727b01.png
Presidente da Câmara diz que vai pedir a cassação do mandato do vereador Gilsomar do Projeto
Climão entre vereadores se deu após uma troca de farpas após uma tribuna na Câmara Municipal.

Bate boca e discussão esquentou o clima entre dois vereadores na reunião legislativa da Câmara Municipal nesta segunda-feira (17) em Paracatu.

A discussão entre o presidente da casa legislativa Ragos Oliveira do (PT) e o vereador Gilsomar do Projeto (PCdoB) aconteceu após o pedreiro Geovane ter usado a tribuna para falar sobre a violência e aproveitado a ocasião para cobrar uma suposta dividida do vereador Gilsomar.

Segundo Geovane, ele teria trabalhado para o vereador Gilsomar no projeto e não teria recebido pelos serviços e que ainda estaria recebendo ameaças de outro trabalhador que também não teria recebido pelos serviços prestados na instituição do vereador.

Gilsomar criticou o presidente da casa por ter deixado o pedreiro usar a tribuna da Câmara para fazer tais cobranças sem provas, e de ainda ter falado que nunca na história de Paracatu, alguém teria usado a tribuna para cobrar um vereador.  “interessante, né senhor presidente, nunca também na história da nossa cidade, nenhum candidato fez uma politica correndo da polícia”.

Ragos Oliveira se irritou e rebateu o Vereador Gilsomar dizendo que na câmara de vereadores, já teve todo o tipo de vereador, “aqui já teve um mendigo, que hoje voltou a puxar carroça em Paracatu, e nos tivemos o desprazer de eleger um noiado, doente, uma pessoa desiquilibrada aqui na Câmara, que chegou aqui achando que é um Senador, uma autoridade máxima. Digo a vossa excelência, você disse que já foi mendigo e morou nas ruas e do jeito que você anda, você vai voltar do lugar que você veio, pois ninguém em Paracatu te respeita. Você arruma seus problemas lá fora e vem descontar na presidência, você me respeita e recolha na sua insignificância na hora que for falar em meu nome; você lava a sua imunda boca que usou crack a vida toda, você me respeita tá”.

Ragos ainda disse que a presidência da Câmara tem tratado todo mundo com respeito e dignidade, sou vereador desta casa há 17 anos, não é há três meses não, e não fiz campanha correndo da polícia, estou aqui defendendo o interesse das pessoas. Se você conseguir fazer 1% do que eu já fiz para Paracatu, você vai poder andar de cabeça erguida, ou não voltar a puxar carroça e virar mendigo, traficante, noiado em Paracatu. - Disse Ragos.

Durante o programa Rota do crime, nesta terça-feira (18) o vereador Gilsomar se defendeu das acusações do pedreiro e disse que teria acertado com o pedreiro o serviço de 15 dias, mas que na realidade ele teria trabalhado somente uma semana, por falta de material e que teria combinado com o trabalhador o valor aproximado de R$ 3.500 pelo serviço, mas que teria pagado a quantia de R$ 6.200 pelo serviço, valor este bem a maior do que teria sido combinado ,e que na realidade o pedreiro estava o extorquindo e querendo bem a mais do que já tinha sido pago. - Disse Gilsomar.

O vereador Ragos também participou do programa por telefone é disse que não sabia que Geovane usaria a tribuna para cobrar uma divida do vereador Gilsomar e que durante o uso da tribuna, Geovane ainda disse que Gilsomar usa de tortura no projeto Liberta Paracatu para tentar recuperar os depedentes quimicos de lá, pois pede pessoas para furar buracos de 2 metros e depois pede para fechar e ainda espanca os internados. O projeto tem 22 irregularidades, perdeu o convênio da prefeitura e o Ministério Público está processando Gilsomar por maus tratos. Ragos ainda disse que vai entrar com um processo de cassação do mandado de Gilsomar. - Afirmou Ragos Oliveira.

O vereador Gilsomar  disse  que não existe nenhum tipo de tortura ou espancamento de pacientes no projeto Liberta Paracatu, e  ainda disse que é mentira que ele está sendo processado pelo Ministério Público e que o convênio com prefeitura apenas está  paralisado por ele ser um vereador, mas que isso já está sendo resolvido para que o convênio seja novamente firmado entre o projeto e a Prefeitura Municipal. - Finalizou Gilsomar. 

 

 

Paulo Sérgio/Paracatunews

 

Foto: Arquivo Pessoal/Facebook