Paracatu comemora o dia da consciência negra com programação recheada de cultura t> Visite-nos no Google+
noticias
http://paracatunews.com.br
loading
20/11/2017, 23:58:21
cc5db9f0eb2646302f409159a2b3c485.jpg
Paracatu comemora o dia da consciência negra com programação recheada de cultura
O evento de comemoração alusiva ao Dia da Consciência Negra aconteceu na sede da Escola do Legislativo, no antigo Cine Teatro Santo Antônio.

O dia da consciência negra também foi comemorado em Paracatu, com uma programação recheada de cultura, reflexão e muita alegria no dia 20 de Novembro.

O evento de comemoração alusiva ao Dia da Consciência Negra aconteceu na sede da Escola do Legislativo, no antigo Cine Teatro Santo Antônio, e contou com a presença do prefeito municipal, vereadores outras autoridades, além de estudantes de varias escolas.

A Organização e programação do evento  foi preparada pelo Legislativo, por meio da Comissão de Direitos Humano, com apoio do município, escolas e da Fundação Conscienciarte. O evento contou com uma série de atividades durante todo o dia. Na abertura do evento, foram apresentadas diversas atrações, como a caretada da APAE, exposição de fotos “Faces Negras”, conversa com Dario Alegria, apresentações de dança com o professor Marcão e dinâmicas com o professor Aberrê.

Apresentações de teatro, musicais, desfile de modas, homenagens, danças africanas, histórias e outras atividades, abrilhantou ainda mais o evento.

O Prefeito Olavo Condé parabenizou a iniciativa do Legislativo em celebrar uma data tão importante. “Esta data serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância do povo africano na formação da cultura nacional. É um dia que devemos comemorar nas escolas, nos espaços culturais e em outros locais, valorizando a cultura afro-brasileira".

Dia Nacional da Consciência Negra

A data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. O dia 20 de novembro foi escolhido, pois neste dia, no ano de 1695, morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares. Este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também uma forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.

 

Por: Paulo Sérgio.

Com informações e fotos: ASCOM/Prefeitura Municipal de Paracatu
Confira as fotos:
087b21768c5865e339df64363a3d0764.jpg
3872fa997ed0026a96cce9f95c665d16.jpg
ce68f8f630aeaebedc117951af970be4.jpg
957cea597cc2260cbe2239ec45a242a3.jpg