Não tem água na região e a Copasa não fabrica água, diz Superintendente t> Visite-nos no Google+
noticias
http://paracatunews.com.br
loading
27/09/2017, 16:30:56
cffc75349c22bccb5bad1b7e2a7cb345.jpg
Não tem água na região e a Copasa não fabrica água, diz Superintendente
Paracatu vive uma das piores crise hídrica da história.

 

Aconteceu na tarde de ontem (26) na Câmara Municipal de Paracatu uma audiência pública para discutir sobre  a grande falta de água no município. A reunião proposta pela Comissão de Administração Pública, foi aprovada por meio de requerimento e presidida pela pela presidente da comissão de administração pública a Vereadora Marli Ribeiro.

A audiência pública contou com a presença da Superintendente de Operações da Copasa Cristiane Carneiro, Diretora Elenice Loubac e Secretários Municipais de Planejamento e Meio Ambiente, além de vereadores e população.

O município vive hoje, uma das piores crises hídrica da história, onde parte da população está ficando sem água há dias. Um dos objetivos da audiência pública era discutir a grave situação da falta de água e buscar esclarecimentos e soluções para os problemas de abastecimento de água na cidade.

A companhia de saneamento de Minas Gerais a Copasa foi questionada sobre os investimentos que já deveriam ter sido feitos, e as medidas emergenciais que estão sendo tomadas pela companhia para resolver o problema da grande falta de água no município.

A Superintendente de Operações da Copasa, Cristiane Carneiro, falou da grande crise hídrica que tem atingido não só Paracatu, mas também 90 cidades em Minas. Cristiane ressaltou que a situação de Paracatu é grave e que região não tem água. "A região não tem água, a Copasa não fabrica água, a companhia só consegue tratar a água que capta de rios e poços". Paracatu não é setorizada o que dificulta que a água chegue  em bairros nas partes mais alta, e para amenizar este problema, estão sendo instalados registros, para permitir que á agua chegue nestes locais. - Disse.

A Companhia esclarece que em condições climáticas normais, a vazão da água captada no ribeirão e nos poços para atender a população é de 202 litros por segundo. Atualmente, em razão da pior seca dos últimos 100 anos em Paracatu, essa vazão tem oscilado entre 150 l/s a 58 l/s.

Moradores de diversos bairros reclamaram da grande falta de água na cidade, até mesmo para higiene pessoal, alimentação e outras necessidades. Outra demanda da população era sobre os valores das contas que estão chegando, bem mais caro que antes, sendo que não estão tendo o abastecimento de água corretamente, devido o rodizio criado pela copasa no dia 1° de setembro.

A Diretora da Copasa de Paracatu Elenice Loubac, afirmou que providências emergênciais estão sendo tomadas pela companhia, bem como a perfuração de mais cinco poços para ajudar no abastecimento da cidade, e caminhões pipas rodando 24 horas para ajudar no abastecimento de vários bairros que estão sem água.

Vereadores da Comissão Nilda da Associação, Batista, Paraíba, Gilsão do Paracatuzinho e Silvio Magalhães, cobraram uma ação mais enérgica e uma solução rápida da companhia para a grande falta de água no município, e se mostraram muito preocupados com o cenário de escassez hídrica que assola o município de Paracatu. Vereadores ainda sugeriram que a companhia fizesse uma tarifa mínima nas contas de água da população, já que a água não está chegando às torneiras, e o ar que passa pelo medidor de água estaria deixando as contas mais caras.

Cristiane ressaltou que a tarifa mínima não seria a solução, ao contrário, traria muito mais problema, já que muitas pessoas não teria a consciência que deve economizar. A Comissão de Administração irá apresentar um relatório da reunião contendo as reivindicações, colocações e também o planejamento da Copasa para a solução de todos os problemas relacionados com o tema em questão.

O Prefeito Municipal Olavo Condé decretou no dia 18 de Setembro situação de emergência em Paracatu, devido a grande crise hídrica que o município vem passando.

 

 

Paulo Sérgio/Paracatunews

Foto:Assessoria Câmara Municipal
Confira as fotos:
d1dd68189a5d5897ced5b04afcf5a279.jpg
66e814fe52f1ae7f0881583f8d8b90e0.jpg
5d3bc02f9365d63aef2276e4472f556e.jpg