Câmara de vereadores destina R$ 100 mil para contratação de 20 caminhões pipas em Paracatu t> Visite-nos no Google+
noticias
http://paracatunews.com.br
loading
24/10/2017, 09:00:24
cf9534c54f70dbdd401c00ae09907dd1.jpg
Câmara de vereadores destina R$ 100 mil para contratação de 20 caminhões pipas em Paracatu
O cheque foi repassado para Prefeitura Municipal, para contratar 20 caminhões pipas, para abastecer moradores que estão sem o abastecimento de água.

Aconteceu nesta segunda-feira (23) mais uma reunião do legislativo na Câmara Municipal de Paracatu. Na reunião o presidente da Casa, vereador Rogos Oliveira do (PT), fez uso da tribuna para falar sobre as ações e medidas que estão sendo tomadas pelos vereadores, referente a  falta de água que castiga a população de Paracatu, há quase dois meses.

O vereador falou das duras criticas que os parlamentares vêm recebendo por meio das redes sociais, devido a falta de água na cidade. De acordo com Ragos no ano de 2005, foi renovada a concessão de água e rede esgoto da Copasa no município após um amplos debates. O momento era favorável porque a cidade não estava vivendo um problema de falta de água, entretanto, já vivia um problema com a rede de esgoto.

Segundo o vereador, todas as reuniões da câmara são gravadas e que desde 2001, a câmara já vinha alertando a Copasa e a Prefeitura que a tem a obrigação de função de fiscalizar a prestação de serviço da companhia, sobre o perigo da falta de água e esgoto na cidade. A câmara realizou inúmeras reuniões e audiências públicas nos últimos anos, e todas geraram relatórios que foram encaminhados aos prefeitos da época, e agora para o atual prefeito, cobrando providências. Os relatórios constataram uma falha grave na forma de captação de água pela Copasa no ribeirão Santa Izabel.  A forma de captação era feita por fio de água e não tinha uma barragem, simplesmente uma bomba de forma precária fazia a captação de água. “Agora em 2017, estamos vivenciando a grave seca dos últimos 100 anos”. - Disse Ragos.

Aproveitadores de plantão estão tentando achar culpados, transferindo a culpa da falta de água, para os vereadores. A responsabilidade é de todos, mas quem tem como dever de função e obrigação de fiscalizar o contrato e quem recebe os talões de água que é a Copasa. - Afirmou.

A câmara está cumprindo toda a sua função e está a disposição, tomando atitudes para amenizar o sofrimento da população com medidas em curto prazo.  Diante da situação de calamidade pública, a câmara esta antecipando um cheque nominal no nome da Prefeitura Municipal no valor de R$ 100 mil, para contratar 20 caminhões pipas por 15 dias, para ajudar no abastecimento da cidade. É uma medida paliativa, mas importante neste momento de dificuldade. –Disse o vereador.

O parlamentar ainda ressaltou que o recurso foi economizado pelos 17 vereadores da câmara, que viu a necessidade de ajudar a população que está chegando a ficar até 17 dias sem água em bairros nas partes altas. O vereador afirmou que os caminhões vão chegar nesta terça-feira (24) de Belo Horizonte, para a assinatura do contrato de emergência com o prefeito municipal. Outra medida é um poço artesiano que está sendo perfurado no bairro JK, no parque ecológico, de 110 metros de profundidade para ajudar no abastecimento. A câmara ainda está com  dois advogados para orientar moradores a entrar com ação na justiça contra a Copasa, para que seja cancelado as contas de água dos dois últimos meses. “Pois não mandar água, mas mandar talão de água é dar um tapa, na cara da população”. Vamos montar ainda uma CPI para apurar os verdadeiros culpados, a qual também servirá de subsídio para o prefeito romper o contrato com a Copasa. - Finalizou Ragos.

Os colegas vereadores comungaram com a tribuna de Ragos Oliveira, e se mostraram confiantes nas medidas e decisões tomadas pela casa no intuito de amenizar o sofrimento da população neste momento de grave crise hídrica. 

 

 

Paulo Sérgio/Paracatunews

Foto: Raimundo Terra